Putin diz que Coreia do Norte está se desarmando mas EUA não respondem

Presidente russo, Vladimir Putin 12/09/2018 Sergei Bobylyov/TASS Host Photo Agency/Pool via Reuters

VLADIVOSTOK, Rússia (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira que a Coreia do Norte está tomando muitas medidas para a desnuclearização da península coreana, mas que os Estados Unidos não estão respondendo e fazendo exigências sem fim pelo desarmamento total.

EUA e Coreia do Norte vêm debatendo o programa nuclear norte-coreano desde que seu líderes se reuniram em Cingapura em junho, mas o desfecho da cúpula foi criticado por não detalhar como e se o líder note-coreanos, Kim Jong Un, está realmente disposto a desistir de armas que ameaçam os Estados Unidos.

Putin, que falava em um fórum econômico na cidade portuária russa de Vladivostok, disse que Pyongyang deu passos positivos e que agora aguarda uma resposta, e também que é contraproducente um lado fazer muito e o outro nada.

"Se a Coreia do Norte faz algo para a desnuclearização, espera medidas recíprocas, e não exigências sem fim pelo desarmamento total", afirmou.

O líder russo disse que também é importante que Pyongyang receba garantias internacionais a respeito de sua própria segurança, e que Kim Jong Un é bem-vindo para visitar a Rússia quando lhe for conveniente.

Na segunda-feira a Casa Branca disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, recebeu uma carta de Kim Jong Un pedindo uma segunda reunião.

(Por Denis Pinchuk, Polina Nikolskaya e Vladimir Soldatkin)